Bioparque

Covid-19: aplicativo da Fiocruz em Libras já está disponível

Já está disponível nas plataformas de aplicativo dos sistemas IOS e Android o aplicativo FioLibras, que disponibiliza informações sobre covid-19

Por PH em 23/05/2022 às 20:30:24
Foto : Divulgação

Foto : Divulgação

J√° est√° dispon√≠vel nas plataformas de aplicativo dos sistemas IOS e Android o aplicativo FioLibras, que disponibiliza informa√ß√Ķes sobre covid-19 em L√≠ngua Brasileira de Sinais (Libras). Lan√ßada pelo Instituto de Comunica√ß√£o e Informa√ß√£o em Sa√ļde (Icict) da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), a ferramenta objetiva facilitar o acesso à comunica√ß√£o de pessoas surdas. O aplicativo est√° dispon√≠vel nas lojas IOS e PlayStore.

O conte√ļdo foi elaborado com base em pesquisa realizada com pessoas surdas, por meio de question√°rios online, em que relataram suas principais d√ļvidas e necessidades de informa√ß√£o sobre a covid-19. A partir dos dados, foram criados v√≠deos informativos sobre vacinas, tratamentos, grupos de risco, formas de transmiss√£o, preven√ß√£o, diagnóstico, testagem e sa√ļde mental. É poss√≠vel, inclusive, ter informa√ß√Ķes sobre fake news (not√≠cias falsas) referentes à doen√ßa e sobre recentes pesquisas cient√≠ficas.

Sondagem

Foram consultadas 128 pessoas surdas entre outubro e novembro de 2020. Os resultados mostraram a necessidade de ferramentas de acessibilidade. A coordenadora do projeto e do Centro de Informa√ß√£o e Tecnologia em Sa√ļde (CTIC) do Icict, Luciana Danielli, informou que 76,6% das pessoas participantes da pesquisa nasceram surdas ou perderam a audi√ß√£o antes de desenvolverem a fala. Mais de 61% disseram ter conhecimento avan√ßado de Libras, enquanto apenas 23,4% disseram conhecer a l√≠ngua portuguesa profundamente.

A maioria dos que responderam (58,6%) utiliza as redes sociais como principal meio de informa√ß√£o sobre a covid-19, embora 40,2% considerem "dif√≠cil" ou "muito dif√≠cil" entender as informa√ß√Ķes divulgadas nestes espa√ßos. Além disso, mais de 60% afirmaram encontrar muitas palavras desconhecidas nas informa√ß√Ķes, o que dificultava o entendimento sobre a doen√ßa.

Diante desta situa√ß√£o, o projeto desenvolveu um gloss√°rio com mais de 80 verbetes no contexto da covid-19, baseados em materiais da Rede CoVida, iniciativa do Centro de Integra√ß√£o de Dados e Conhecimentos para Sa√ļde (Cidacs/Fiocruz), e da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Para Luciana, a comunica√ß√£o e a informa√ß√£o s√£o direitos humanos fundamentais para o direito humano à sa√ļde. "Além disso, fazem parte das pol√≠ticas p√ļblicas de sa√ļde e t√™m centralidade no Sistema √önico de Sa√ļde (SUS). É fundamental fornecer acesso à informa√ß√£o na √°rea da sa√ļde, adequada à realidade da sociedade e em acordo com a pluralidade da popula√ß√£o. A implementa√ß√£o de medidas de acessibilidade é urgente nos processos de comunica√ß√£o em sa√ļde e garante o direito à informa√ß√£o de pessoas com defici√™ncia", disse Luciana.

Vídeos

Fazem parte do aplicativo 53 v√≠deos inéditos em Libras, produzidos pelo projeto a partir do conte√ļdo da se√ß√£o de perguntas e respostas sobre covid-19 do Portal Fiocruz. Mais de 200 v√≠deos com medidas de acessibilidade foram indexados da base Multim√≠dias da Biblioteca Virtual em Sa√ļde (BVS). Além disso, foram traduzidos para Libras artigos cient√≠ficos sobre covid-19 dispon√≠veis no Repositório Institucional da Fiocruz (Arca), em parceria com o projeto Portal Bioci√™ncias em Sinais, do Curso de Pós-Gradua√ß√£o em Ci√™ncias e Biotecnologia da Universidade Federal Fluminense (UFF). Coube ao "designer" Marcelo Cunha Rabello, trabalhador do Multimeios/Icict, vinculado ao projeto Empregabilidade da Pessoa Surda da Fiocruz, fazer a identidade visual do aplicativo.

O aplicativo FioLibras foi desenvolvido pelo Grupo de Trabalho sobre Acessibilidade do Icict e financiado pelo programa Inova Covid-19 – Respostas R√°pidas. O grupo atua desde 2015, colaborando para fortalecer a constru√ß√£o de pr√°ticas acess√≠veis na comunica√ß√£o e informa√ß√£o em sa√ļde e desenvolvendo uma série de a√ß√Ķes de forma√ß√£o, como semin√°rios, cursos e publica√ß√Ķes, entre elas o Guia de Acessibilidade e Inclus√£o para Profissionais de Comunica√ß√£o, e o curso Acessibilidade e os princ√≠pios do SUS: forma√ß√£o b√°sica para trabalhadores da sa√ļde.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro

Coment√°rios

vacin