Assembleia Legislativa

Câmara aprova requerimento da vereadora Luiza Ribeiro que exige informações sobre suplementação orçamentária de R$ 158 milhões

Por PH em 09/06/2024 às 09:37:27
Divulgação

Divulgação

Na sessão da última quinta-feira (06), foi aprovado um requerimento da vereadora Luiza Ribeiro (PT) solicitando à Secretária Municipal de Finanças e Planejamento, Márcia Helena Hokama, informações detalhadas sobre suplementações orçamentárias que somam R$ 158.697.279,91 (cento e cinquenta e oito milhões, seiscentos e noventa e sete mil, duzentos e setenta e nove reais e noventa e um centavos). O requerimento pede cópias de todos os empenhos, mês a mês, relacionados às despesas de pessoal do Fundo Municipal de Saúde (FMS), acompanhados das respectivas liquidações e execução orçamentária, referentes ao período de 1º de janeiro de 2022 a 1º de junho de 2024.

A iniciativa da vereadora Luiza Ribeiro surgiu após a audiência pública de prestação de contas realizada em 28 de maio. Durante a audiência, a vereadora questionou a secretária sobre os decretos de suplementação orçamentária, mas não obteve respostas satisfatórias. Em vez disso, a Secretária Municipal de Saúde foi designada para responder em audiência no dia seguinte, 29 de maio de 2024.

Essas suplementações orçamentárias do FMS foram destinadas a cobrir despesas de pessoal do ano anterior. "Como se trata de despesa de pessoal e não houve nenhuma reclamação ou denúncia por parte dos servidores da saúde a esta Casa, reivindicando salários, pode-se inferir que os créditos orçamentários estabelecidos nas suplementações foram ou serão utilizados na tentativa de regularizar pagamentos feitos de forma ilegal, ou seja, sem recursos previstos no orçamento e sem os demais atos legais como os empenhos", afirma a vereadora Luiza Ribeiro.

A vereadora afirmou que a situação é grave e tudo indica ter havido crime de responsabilidade, pois uma gestora jamais poderia utilizar recursos do caixa da Prefeitura sem respeitar as leis que disciplinam a despesa pública, no caso a ausência ou insuficiência de orçamento.

A Secretária Municipal de Finanças tem um prazo de 15 dias, a partir do recebimento do ofício que será expedido pela Presidência da Câmara Municipal, para responder às solicitações do requerimento.

Paulo Victor
Assessoria de imprensa da Vereadora

Comunicar erro
Governo Agro

Comentários

Canal 73