A delegada Jéssica Andrade, da Delegacia de Pinhais, afirmou em entrevista à Banda B que o depoimento do suspeito durou cerca de 40 minutos e foi "bem dif√≠cil de ouvir".

WhatsApp Image 2024-02-09 at 10.10.42
Foto: Antônio Nascimento/Banda B
"Ele disse que a motivação foi ci√ļme. Ele acreditava que ela tinha um caso extraconjugal e por isso perdeu a cabeça e matou a esposa. Depois que as crianças foram para a escola, ele j√° tinha preparado a braçadeira para cont√™-la. Segundo ele informa, ele só queria confront√°-la. Ele amarrou os braços dela e amordaçou a boca, só que ela conseguiu se soltar e correr pra calçada", relatou a delegada.

Ainda de acordo com a delegada, no depoimento o marido disse que chegou a conversar com a mulher na calçada, mas logo voltou para casa e pegou a faca para cometer o crime.

A suspeita de traição teria surgido após ele encontrar mensagens apagadas da mulher. Segundo a Andrade, apenas provas superficiais. A esposa não teria nem tido tempo de negar ou confirmar as acusações.

Chocante

A viol√™ncia do feminic√≠dio chocou até mesmo a delegada.

"Ele não tinha histórico de viol√™ncia, nem um boletim de ocorr√™ncia contra ele. Então a escalada da viol√™ncia é chocante até pra mim que j√° tenho uma boa experi√™ncia", afirmou.

Jhon Lenon de Souza, também 32 anos, foi preso em flagrante no final da manhã desta sexta-feira, em Morretes, no Litoral do Estado. A audi√™ncia de custódia vai definir se ele segue preso preventivamente ou se ter√° direito à liberdade provisória.