Bioparque

Assembleia de Deus aprova resolução para punir pastores de esquerda

Por PH em 05/10/2022 às 17:47:49
Foto :Reprodução

Foto :Reprodução

O documento foi aprovado nesta terça-feira (4), na 49ª Assembleia Geral Ordinária da Confradesp.
A convenção das Assembleias de Deus em São Paulo, que é liderada pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, descidiu punir os pastores e membros que "defenderem pautas de esquerda dentro da cosmovisão marxista"

A resolução foi aprovada em uma reunião de dirigentes durante a 49ª Assembleia Geral Ordinária da Confradesp (Convenção Fraternal das Assembleias de Deus de São Paulo). No mesmo dia, a denominação recebeu o presidente Jair Bolsonaro (PL) aos gritos de "mito".

De acordo com informações do O Globo, o documento também afirma que a Assembleia de Deus "não admitirá em seus quadros ministros que defendam, pratiquem ou apoiem, por quaisquer meios, ideologias contrárias (…) aos princípios morais e éticos da Confradesp".

"Os ministros que comprovadamente defenderem pautas de esquerda dentro da cosmovisão marxista serão passíveis de representação perante o Conselho de Ética e Disiciplina", diz a carta lida e apoiado pelos dirigentes da convenção.

Também houve duras críticas aos ex-presidente Lula durante a reunião. Para a Confradesp, a anulação de suas condenações na Lava Jato não teria validade porque, para tanto, seria preciso ter ausência de crimes e de provas, por exemplo. O entendimento é que o caso contra o político abolido por suspeição do ex-juiz Sergio Moro, não o inocenta.

As gravações da reunião em que a resolução foi aprovada, foram publicadas pelo jornal "Folha de S. Paulo".

Fonte: O Globo e Folha de São Paulo
Comunicar erro

Comentários

vacin