governo ms

Requintes de crueldade: psicopata arrancou pele do rosto de v√≠tima e escondeu cr√Ęnio;veja v√≠deos

Por PH em 19/10/2021 às 19:14:50
Foto : Reprodução

Foto : Reprodução

Os policiais ainda localizaram fragmentos que seriam partes da coluna do catador. A PCDF trabalha para identificar o motivo do crime.

Mesmo após a pris√£o do suspeito de matar, mutilar e carbonizar um homem no Distrito Federal, além de beber o sangue da vítima, o caso macabro continua a surpreender policiais da 26¬™ DP (Samambaia Norte). Informa√ß√Ķes contidas nos laudos preliminares apontaram que os restos mortais analisados pelo Instituto Médico Legal (IML) e pelo Instituto de Pesquisa de DNA Forense (IPDNA) s√£o do sexo masculino.

Os policiais ainda localizaram fragmentos que seriam partes da coluna do catador. A PCDF trabalha para identificar qual teria sido o motivo para o assassinato brutal. Se houve alguma desaven√ßa entre Antônio Carlos e o autor do crime ou se a morte durante o ritual macabro foi premeditada.

Veja imagens da casa onde ocorreu o crime:

Articulado e conhecedor de termos jurídicos, o autor do crime chegou a desafiar os policiais enquanto prestava depoimento na delegacia. André afirmou que teria prote√ß√£o espiritual para escapar e n√£o responder criminalmente pelo homicídio com ritual maligno. "Vamos ver quem tem mais prote√ß√£o", disse André Soares.

O suspeito, que nega as acusa√ß√Ķes, afirmou que, de fato, gostava de andar com uma capa e uma cartola. Ele ainda utilizaria uma faca do tipo peixeira e uma tesoura com o cabo dourado, a mesma usada para matar a vítima. De acordo com informa√ß√Ķes preliminares, o catador de material recicl√°vel teve partes do corpo decepadas e depois queimadas. O cr√Ęnio de Antônio ainda n√£o foi encontrado.

O Metrópoles esteve na casa onde o crime ocorreu. Insalubre, a constru√ß√£o abandonada é dividida em v√°rios cômodos, em que usu√°rios se amontoam para consumir drogas. Nas paredes, est√£o estampadas, ao mesmo tempo, picha√ß√Ķes com o nome de Jesus e desenhos de um demônio, junto ao número 666, além do cartaz de uma série de terror.

Veja o momento da pris√£o do acusado:


Fonte: Metropoles

Comunicar erro
banner assemleia

Coment√°rios

vacin