Assembleia Legislativa

Homem mata ex-mulher após ler prov√©rbio sobre vingança e traição

Por PH em 22/05/2024 às 10:25:18
Reprodução

Reprodução

Um homem, de 47 anos, foi preso na última sexta-feira, suspeito de assassinar a ex-companheira Andreia Julião de Lima, de 44, em Juatuba, Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), o suspeito confessou o crime, cometido após buscar ajuda na igreja e ler um provérbio que fala sobre vingança no caso de uma traição.

A vítima foi encontrada morta no dia 8 de abril, próximo à linha de trem, a apenas 130 metros de sua casa. Conforme apurado pela equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Juatuba, ela viveu um relacionamento de mais de 20 anos com o investigado, com quem teve quatro filhos. No entanto, os dois estavam divorciados h√° oito anos, embora ainda convivessem como vizinhos, dividindo o mesmo lote.

As investigações revelaram que um novo relacionamento da vítima teria engatilhado ciúmes no investigado, que passou a planejar o feminicídio. O homem monitorava cada passo da vítima."Mesmo separados, o suspeito controlava muitos aspectos da vida da vítima. Ele sabia sua rotina, h√°bitos, quando saía de casa, quando retornava", ressaltou a delegada respons√°vel, Raquel Gontijo, à imprensa.

"Assim, ele estranhou a mulher estar chegando mais tarde em casa e conseguiu confirmar por meio de um dos filhos do casal que ela de fato estava namorando", completou.Diante do novo relacionamento de Andreia, ele decidiu procurar ajuda em uma igreja e, na Bíblia, leu o seguinte provérbio: "Porque furioso é o ciúme do marido; e de maneira nenhuma perdoar√° no dia da vingança". O homem, que acreditava ter sido traído pela esposa enquanto ainda estavam juntos, chegou a escrever a frase na parede de casa.

"Importante destacar que o relacionamento do investigado e da vítima havia terminado também porque o suspeito acreditava que havia sido traído. Quando ele se depara com o provérbio, chega a escrev√™-lo na parede de casa como forma de motivar o plano criminoso", revelou a delegada.No dia do crime, o suspeito aguardou pela vítima, que sairia de casa pela manhã para ir ao trabalho, e a surpreendeu com um golpe de enxada na cabeça. A mulher ainda conseguiu resistir, segurando a ferramenta, mas o investigado consumou o crime com diversas facadas no pescoço da vítima, que morreu no local.Em seguida, ele arrastou o corpo da ex-companheira pela linha de trem e o empurrou para uma mata próxima

Levantamentos indicam que ele ainda teria simulado um assalto, ao dispensar a bolsa da vítima e seus pertences no rio que passa abaixo da linha ferrovi√°ria. Logo depois, o suspeito voltou aos afazeres cotidianos, visitou vizinhos, no que a Polícia Civil supõe ter sido um movimento calculado para tentar obter um √°libi para o crime.Na última terça-feira, a PCMG também cumpriu mandado de busca e apreensão na resid√™ncia do investigado. Perícias com luminol detectaram vestígios de sangue na bota do suspeito, bem como em uma tomada e nas chaves da casa.

Fonte: Terra MT Digital

Comunicar erro
Governo Agro

Coment√°rios

Canal 73