Canal 73

Após discussão enteados espacam idoso atĂ© a morte em Mato Grosso do Sul

Por PH em 15/04/2024 às 15:49:54
Divulgação

Divulgação

Na noite de sabĂĄdo (13), a PolĂ­cia Militar recebeu uma ocorrĂȘncia relatando uma tentativa de homicĂ­dio em Aquidauana. A vĂ­tima, identificada como senhor Nelson Oguino, estava em atendimento, aguardando transferĂȘncia para a cidade de Campo Grande-MS.

Após receber a informação, a equipe de Força TĂĄtica se deslocou até o local do ocorrido. Ao chegar, encontraram a esposa da vĂ­tima, que relatou que saiu de casa por volta das 17h para realizar cobranças e ao retornar, por volta das 21h, encontrou seu esposo caĂ­do na varanda, agonizando. Ela tentou reanimĂĄ-lo e conseguiu fazĂȘ-lo recuperar a consciĂȘncia. Quando questionado sobre os agressores, a vĂ­tima mencionou seus enteados.

A esposa acionou o socorro médico, e a vĂ­tima foi socorrida pelo SAMU. A equipe de Força TĂĄtica localizou os suspeitos e os deteve para investigação.

Os suspeitos, ao serem questionados, admitiram ter ido ao local e terem se envolvido em uma discussão com a vĂ­tima, que resultou em agressões. Um deles segurou a vĂ­tima enquanto o outro desferiu vĂĄrios golpes na região da cabeça. Mesmo após tentativas de cessar as agressões, os ataques continuaram, incluindo golpes com pedaços de madeira e chutes no rosto.

A vĂ­tima foi encaminhada para o pronto-socorro local e posteriormente transferida para outro hospital, devido à gravidade dos ferimentos. No entanto, compareceu à delegacia no dia seguinte a neta da vitima, informando que seu avô espancado pelos enteados foi encaminhado para a Santa Casa, onde veio a óbito devido aos ferimentos graves.

Diante dos fatos, os suspeitos foram encaminhados à Primeira Delegacia de PolĂ­cia de Aquidauana, utilizando algemas devido ao risco de fuga. A perĂ­cia técnica foi acionada para investigar o local do crime, enquanto a equipe policial preservou a cena até a chegada dos peritos. A polĂ­cia estĂĄ investigando o caso para determinar as circunstâncias exatas que levaram à morte da vĂ­tima.

Comunicar erro
Governo Agro

ComentĂĄrios

Assembleia Legislativa