Canal 73

Hilux atinge e arrasta moto e imagens circulam na web. Veja vĂ­deo

Por PH em 04/04/2024 às 09:12:23
 Motorista foi preso logo em seguida e afirmou que corria porque estava sendo perseguido.

Motorista foi preso logo em seguida e afirmou que corria porque estava sendo perseguido.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que um veículo em alta velocidade atinge e arrasta uma moto pela Avenida Fernando CorrĂȘa, em CuiabĂĄ. O acidente aconteceu por volta das 18h30 na ultima terça-feira (3).

Segundo informações da Polícia Militar, a moto foi atingida por uma Toyota Hilux quando esperava o semĂĄforo abrir. Com o impacto da colisão, a vítima foi arrastada por alguns metros. O motorista foge logo em seguida sem prestar socorro.

O registro em vídeo por câmeras de segurança não apenas captura o choque violento e suas consequĂȘncias imediatas, mas também serve como um registro crucial para as investigações e procedimentos legais subsequentes. A fuga do motorista da Hilux após o ato, sem prestar socorro à vítima arrastada, eleva a gravidade do incidente, evidenciando um descaso alarmante com a vida humana e as responsabilidades legais inerentes a qualquer motorista.

O horĂĄrio do acidente, por volta das 18h30, sugere que a ĂĄrea poderia estar movimentada, aumentando o risco de mais vítimas e a importância da condução responsĂĄvel. A ação da Polícia Militar, que agora utiliza as imagens das câmeras de segurança como parte da investigação, é crucial para identificar e responsabilizar o motorista envolvido.

Esse incidente sublinha a necessidade urgente de conscientização sobre segurança no trânsito e a importância de medidas preventivas e educativas para evitar tais tragédias. A rĂĄpida disseminação das imagens nas redes sociais e mídia local também mobiliza a comunidade, gerando discussões importantes sobre as políticas de trânsito, infraestrutura de segurança e a cultura de impunidade que pode prevalecer em casos de atropelamento e fuga.

Fonte: perrenguematogrosso.com

Comunicar erro
governo combate

ComentĂĄrios

Assembleia Legislativa