Com pênis decepado e queimado caseiro é achado morto; dona da fazenda é presa

Por PH em 05/03/2023 às 12:13:57

O homem trabalhava para a família dela h√° cerca de 40 anos. O corpo foi encontrado com amarras, queimado e com p√™nis decepado.

Uma mulher foi presa suspeita de envolvimento na morte de um homem, de 56 anos, em Dores do Indai√°, no Centro-Oeste de Minas, nesta quarta-feira (16/2). A vítima trabalhava como caseiro na fazenda da família dela e foi encontrada com amarras pelo corpo, com a parte íntima decepada e queimada. O crime aconteceu no dia 31 de janeiro.

Geovan Pereira da Silva foi encontrado morto em uma casa na fazenda onde trabalhava h√° cerca de 40 anos. Assim que tomou conhecimento do fato, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) instaurou inquérito para apurar as circunst√Ęncias da morte.

Briga

No mesmo dia do crime, a suspeita acionou a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). Ao registrar Boletim de Ocorr√™ncia, ela relatou ter discutido com a vítima. A motivação da briga não foi divulgada.

A mulher contou ainda que foi agredida com um pedaço de pau e teria sido baleada de raspão. Para fugir do agressor, disse que se fingiu de morta em um dos quartos e pediu ajuda, por telefone, à filha dela. A mulher foi levada para a Santa Casa da cidade.

O corpo foi encontrado no mesmo dia, uma hora após a ocorr√™ncia feita por ela.

De acordo com a PCMG, as investigações continuam para identificar qual foi a participação dela no crime e quais são os demais envolvidos. Ela foi levada para o sistema prisional onde ficar√° à disposição da Justiça.

Protestos

A morte do homem gerou comoção no município de 13,3 mil habitantes. Clamando por justiça, parentes e amigos protestaram na porta da casa de familiares na Rua Guajajaras, no bairro São José, nessa terça-feira (14/2). Eles querem que as pessoas envolvidas "paguem pelo crime".


Fonte: Correio Brasiliense

Comunicar erro

Coment√°rios